Imposto de renda Pessoa Física 2017

Imposto de renda Pessoa Física 2017

O prazo de entrega da declaração do IRPF 2017 (ano-base 2016) vai de 02/03 a 29/04/2017. Estão obrigadas a entregar a declaração as pessoas físicas que ganharam, no ano passado R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis. Isso equivale a R$ 2.379,97 por mês, excluindo o décimo terceiro salário, que tem tributação própria. Também deve declarar o IRPF quem recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil em 2016; quem obteve, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na venda de bens ou fez operações no mercado de ações; quem tem patrimônio individual acima de R$ 300 mil e proprietários rurais que obtiveram receita bruta acima de R$ 142.798,50. O atraso na entrega acarretará  multa de 1% do imposto devido por mês de atraso ou de R$ 165,74, prevalecendo o maior valor. Vale ressaltar que as informações e documentos enviados são de responsabilidade do declarante e portanto devem coincidir com a realidade para evitar problemas futuros com o fisco. A Smidi Contábil receberá documentos para o IRPF até dia 26/04. Para saber quais documentos são necessário, clique...

Documentos para a DIRPF 2017

Documentos necessários para preenchimento da declaração de imposto de renda 2017: Declaração e recibo de entrega do exercício anterior (caso não tenha está informação, disponibilizar apenas o número do protocolo de entrega); Informes de rendimentos referente ao ano fiscal de 2016 de todas as empresas que trabalhou, se teve mais de uma é obrigatório o informe parcial referente cada período; Número do título de eleitor; Endereço completo contendo CEP; Profissão; Nome completo do declarante e de todos os dependentes (cônjuge, filhos e pais) contendo data de nascimento e CPF (obrigatório para maiores de 12 anos); Informe de rendimentos bancários (enviado pelo banco) contendo saldo de conta corrente, poupança e aplicações financeiras em 31/12/2015 e 31/12/2016; Informe de dívida vinculados à bancos ou instituições financeiras (exemplos: empréstimo consignado, leasing, financiamentos em geral) contendo os saldo devedor em 31/12/2015 e 31/12/2016; Pagamentos com despesas do titular ou dependentes referente plano de saúde, plano odontológico, consultas médicas, exames médicos, escola particular, previdência privada (PGBL) durante o ano de 2016, caso aplicável, favor enviar os recibos de pagamento; Bens (exemplos: casa, carro, valores em espécie acima de R$ 5.000,00, entre outros). Caso tenha algum bem, favor informar data e valor de aquisição e breve descrição do bem (exemplo: carro – modelo, ano, placa, cor, data e valor de aquisição); e Dados bancários (Banco, agência e conta) para depósito da restituição, caso haja valor residual de IR. Verifique o prazo e se está obrigado à entrega da declaração clicando...